Coluna do Gilliard: TV

By… tinga do @GilliardBM 

Pois, bem! E num é que já estou de novo com essa “rumação” de coluna. Dessa vez serei breve que nem o título. Penso em aparecer na TV fazendo Stand Up (sério mesmo), não é nada fácil eu sei, e tenho pesquisado muito sobre o
gênero e alguns artistas. Pude perceber, ao longo das inúmeras pesquisas, que assim como ir ao banheiro e esquecer o controle da TV na tampa da privada o Stand Up está para publicidade. Na verdade eu creio que nos cursos de publicidade deve ter alguma cadeira de Stand Up, talvez só não tenha pelo fato de Stand Up querer dizer algo em pé (Tum Dum Tsss!).

Qual é o Link, dessa conversa? Nenhum!

Brincadeira tem sim! É que publicidade lembra propaganda, comercial de TV coisa e tal. E tem comerciais de TV que são grandes marcos. Um exemplo é aquele comercial do primeiro sutiã da Valisére, e se tem alguém lendo isso aqui e lembrou
desse comercial, saiba que o grande marco é você assumir que já tem mais de 25.
Tem comerciais legais e outros um tanto intrigantes. E como fazer intriga é com a gente mesmo, lembro bem do comercial de
lançamento do Veloster da Hyundai, em que eles enfatizavam o carro, com a seguinte narrativa “me responda, você já viu um carro de 03 (TRÊS) portas?”, na época queria ter direito de resposta, responderia sim, a Kombi!

Porque eu escrevi toda essa besteirada acima?
Só pra dizer aqui embaixo que o relato seguinte não vi em nenhum comercial, e sim ao vivo. Fui ver outro dia o lançamento de uma TV da Samsung, a Smart TV. E a Sul-Coreana vem extrapolando ultimamente em tecnologia de ponta. Ela deve ter algum fetiche em batizar seus produtos de Galaxy, é Galaxy isso, Galaxy aquilo. Acho que internamente essa TV foi batizada de “The Cock of the Galaxy”, desculpem meu inglês googleano. Cá pra nós, a TV é do caralh% mesmo! Ela vem com USB, HDMI, Wi-fi, MHL, 3D, ISDB-T, EPG disponível, Comando de voz, controle de movimento e reconhecimento facial, vocês sabem o que é ter uma TV com comando de voz?

Você diz pra sua TV, liga! Ela Liga. Você diz, desliga! Ela desliga.
Você diz pra baixar o volume, e pasmem (soou viado?) ela baixa.

.
Em suma você conversa com a sua TV.
Confesso, quando vi essa TV me emocionei (snif) de verdade. E só consegui pensar em uma única pessoa, minha Vó.
Juro que eu queria que minha Vó estivesse viva ainda, só pra esfregar na cara, principalmente dos familiares, que não era esquizofrenia falar com a TV.

Afagos…