Coluna do Vagner: Motel a pé, ou dá, ou desce!

Preciso fazer um desabafo: meu nome é Vagner Ancelmo.. e eu moro na Pacatuba… e esse foi o desabafo (não, mentira!) o desabafo é: eu já entrei em motel a pé! Não que isso mude a vida de ninguém, mas se ninguém tiver gravado pra colocar no youtube, eu preciso dar dicas pra vocês caso pensem em fazer isto.

A primiera coisa:
Você não pega fila. O chato é ter que ficar em pé atrás de um Siena e na frente de um Fiat Uno. O Ruim não é ficar entre os carros, o ruim é o detrás colocar luz alta na sua bunda! E se você demorar pra andar, o safado ainda dá uma buzinadinha pra você acelerar o passo!!!

Portanto, já que você está a pé, fica na frente do motel, de preferência do outro lado da rua e só vai quando não tiver carro! Tipo, fica ligado! rondando… quando não tiver nada, VAPO!entra duma vez! Ou, então, relaaaaxa e vai de qualquer jeito… vai que você vê alguém conhecido já na entrada e marca a carona da volta?! … é possível.

Segundo:
A recepcionista ela não acredita que você vai pagar… ela fica olhando pra sua cara e fica pensando… “ele vai me dar um calote!…. esse menino num tem nem uma bicicleta…” E é aí que ela pede seu documento de identidade. Pra quê? Pra evitar que você saia no meio da noite, pule o muro e fuja (run Forrest, run!) sem pagar o serviço. Vergonha total. Ela está com o seu documento pra evitar que você trepe e fuja! Dava um bom nome de filme pornô… “Trepe e Fuja 2 – Porque correr é foda!”

Campeã Olímpica de Le Parcú

Enquanto eu dava meu documento, eu olhava pra cara dela, pra cara da minha namorada e pensava… “….. ah, se eu tivesse estudado um pouco mais….” ou ainda, “…..bem que minha mãe dizia que os power rangers tavam com a vida ganha….”

Enfim,

Não me abalei… foda-se um carro! Só quem tem prestígio aqui é que entra de carro? Pensei rápido: é! Claro que é!

Mas dane-se…. não vou me abalar, se tivesse pelo menos uma linha de transporte público que passasse aqui dentro. Eu entrava nessa porra de topic. Queria ver a cara dela. “E aí? Hein, e agora?… tô entrando na 03! E nem paguei meia, oras…”

Até lá dentro eles desconfiam de você. Eu liguei pedindo um café completo pra amanhã e a atendente bufou e disse: hããmmn, sei. Acho que se ela pudesse, ela dizia “meu filho, peça só um pão passado… vai querer gastar o que não tem agora?! entrou a pé… já fudeu com primeira impressão…. e agora quer se amostrar no café?!”

Eles estavam claramente me taxando de liso, não que eu não fosse. Mas é osso você se definido assim. Até as pirocas de plástico da minha suíte eram “mea boca” Era aquelas do gosto amargo… aquelas que fica saindo uns fiapinho, sabe… ops, …. humpf.. enfim!

Não sei se posso, inclusive chamar aquilo de suíte. Porque na verdade era um quadrado com uma beliche. Passei a noite toda acreditando que de repente iam bater na porta e dizer… “desculpe incomodar, mas chegou outro casal a pé e eles vão ficar na de cima, viu senhor!” nãããããããããmmmmmmm. aff, que fase!

Mas entrar no motel a pé, não é pior do que sair do motel a pé!
Primeiro porque você recebe sempre a chavezinha do quarto mais perto da entrada… Por quê?

Porque eles tem pena de fazer você andar. simples. E outra, a camareira não quer ir atééééé o último quarto pra servir você que tá a pé (pré conceito).
Isso significa que você quando sai você está mais perto da entrada do que da saída.

Aí, meu filho, acontecem duas coisas: ou você quer sair pela saída mesmo… e vai dar a vooooolta no motel inteeeeiro – eu chamo esse trajeto de “comeu e não come mais”.
Porque você vai desfilando, passando por todos os carros estacionados e a depressão no âmago do ser vai se instalando (.. mas é aí que é a hora de você encontrar algum carro conhecido… bate na porta e pede uma carona.. se o cara for teu brother mesmo, ele te dá! )

Ou, a segunda coisa, é que você vai ter que sair pela entrada. O que não é menos humilhante porque depois de pagar você sai e quem tá na rua pensa: olha ali, quis entrar no motel a pé, num tinha dinheiro, tá voltando! HAHAhAhahAhaAha!!!!

Se duvidar é nessa hora que filmam e botam no youtube. Porque abrem-se aqueles portões enormes e você do lado de fora tá crente que vai sair um Honda Civic. Mas não!

Saio eu de bermuda, chinela haviana e de mochila. Lembra a porta da esperança do Silvio Santos quando o participante queria uma casa e quando abria aparecia uma máquina de costura! Decepciona, né. Vamos falar a verdade. Quer um macete. Quando sair acena se despedindo. Mas incorpora o personagem. “…falou pessoal…. até amanhã, gente”.
Os populares vão pensar que tu trabalha lá e você fica bem na fita!

Resumindo – vá pro motel como você quiser, com quem você quiser e seja feliz, sempre. Mas se for a pé, aluga pelo menos um patinete. Vai por mim, impressionar a parceira é mais digno! Ou surta e pega o patins, skate, pogobol, carrinho de rolimã e leva TUDO JUNTO!… pelo menos você vai se divertir mais, afinal, olhar alguém pelado só de patins já deve dar um bocado de ideia de como transar. LEVA TUDO MESMO! Vai numa Monark barra 60 e leva na garupa. Vai ser que nem Neston… 1001 maneiras de comer! E se quiser alguém que empreste o pogobol, me liga. Thanks!!

Qual é o link?
http://www.youtube.com/watch?v=1pfahWjKUkI   – Stand up no Jô sobre motéis (o genial Luiz França).
http://www.uhull.com.br/12/29/27-coisas-legais-para-fazer-num-motel/  – Blog Uhull – 27 coisas pra fazer em motéis.
http://dicadodia.com/como-convence-las-a-fazer-sexo-em-grupo/  Blog Dica do Dia – não tem muito a ver com o tema, mas vai que um dia você precise né!
Anúncios