Coluna do Gilliard: E aí, e o carnaval?

By… tinga do @GilliardBM

Diz aí, que voltei com essa mesma rumação de coluna, e aproveitando a situação e que já estamos bem perto do carnaval, aproveito pra falar dessa maldição.

coluna-gilliard
É incrível o número de pessoas que vivem em função do carnaval, e não que eles trabalhem com carnaval, são idiotas por esporte, creio eu.
É bem fácil identificar o tipo, eles tem o que se pode chamar de pergunta chave, que é a seguinte: e aí, e o carnaval?
A pessoa querer saber onde tu vai passar o carnaval tudo bem, agora é foda perguntar isso ainda nas vésperas do dia das crianças.
E no Natal que eles se esquecem da grande comemoração, que é a ilusão consumista e chegam te perguntando e aí, e o carnaval? Chega o Réveillon que é o dia mundial da confraternização universal, e o que eles querem saber, onde tu vai passar o carnaval, e eles insistem na pergunta, e aí, e o carnaval?
Conforme vai se aproximando a maldição, as pessoas vão dando graças a Deus, pois não aguentam mais tanto o, e aí, e o carnaval? Tem deles que trocam a velha e tão batida forma de puxar assunto que é o tá calor, hein? pelo e aí, e o carnaval?
Pior mesmo é no ambiente de trabalho, pois eles trocam a saudação de Bom dia! pelo e aí, e o carnaval?
E uma semana antes de começar o carnaval é que é de lascar mesmo.

O que nos deixa feliz é saber que vai chegar realmente a maldição?

Engano!

Pois eles ressurgem literalmente das cinzas da quarta-feira, e quando ele te encontrar no teu ambiente de trabalho, a primeira coisa que vão te perguntar é, e aí, e o carnaval? Pois, Zé! Agora é porque eles querem saber onde tu passaste o carnaval.
Em função disso fiz um teste ano passado e o resultado foi positivo, vou passar aqui pra vocês, sintam-se a vontade para o uso e divulgação do mesmo, caso queiram, lógico.
Quando  um desses idiotas, chegar perguntando e aí, e o carnaval? logo depois do carnaval, responda com os índices informados pelo IML, é batata! Quer dizer é presunto.
E aí, e o carnaval?  Então rapaz, o carnaval, 14 Assassinatos, 04 Atropelamentos, 03 Afogamentos, 02 mortes por asfixia, o foda mesmo é que não morreu ninguém por overdose do “ai se eu te pego”.

P.S.1.: Bebam com camisinha.

P.S.2.: Só lembrei agora, ia pedir que vocês ao lerem isso tentassem fazer a voz do cara que narra as notas de apuração das Escolas de Samba do carnaval do Rio de Janeiro.

Afagos (Soou Viado?)

Anúncios

Coluna do Gilliard: TV

By… tinga do @GilliardBM 

Pois, bem! E num é que já estou de novo com essa “rumação” de coluna. Dessa vez serei breve que nem o título. Penso em aparecer na TV fazendo Stand Up (sério mesmo), não é nada fácil eu sei, e tenho pesquisado muito sobre o
gênero e alguns artistas. Pude perceber, ao longo das inúmeras pesquisas, que assim como ir ao banheiro e esquecer o controle da TV na tampa da privada o Stand Up está para publicidade. Na verdade eu creio que nos cursos de publicidade deve ter alguma cadeira de Stand Up, talvez só não tenha pelo fato de Stand Up querer dizer algo em pé (Tum Dum Tsss!).

Qual é o Link, dessa conversa? Nenhum!

Brincadeira tem sim! É que publicidade lembra propaganda, comercial de TV coisa e tal. E tem comerciais de TV que são grandes marcos. Um exemplo é aquele comercial do primeiro sutiã da Valisére, e se tem alguém lendo isso aqui e lembrou
desse comercial, saiba que o grande marco é você assumir que já tem mais de 25.
Tem comerciais legais e outros um tanto intrigantes. E como fazer intriga é com a gente mesmo, lembro bem do comercial de
lançamento do Veloster da Hyundai, em que eles enfatizavam o carro, com a seguinte narrativa “me responda, você já viu um carro de 03 (TRÊS) portas?”, na época queria ter direito de resposta, responderia sim, a Kombi!

Porque eu escrevi toda essa besteirada acima?
Só pra dizer aqui embaixo que o relato seguinte não vi em nenhum comercial, e sim ao vivo. Fui ver outro dia o lançamento de uma TV da Samsung, a Smart TV. E a Sul-Coreana vem extrapolando ultimamente em tecnologia de ponta. Ela deve ter algum fetiche em batizar seus produtos de Galaxy, é Galaxy isso, Galaxy aquilo. Acho que internamente essa TV foi batizada de “The Cock of the Galaxy”, desculpem meu inglês googleano. Cá pra nós, a TV é do caralh% mesmo! Ela vem com USB, HDMI, Wi-fi, MHL, 3D, ISDB-T, EPG disponível, Comando de voz, controle de movimento e reconhecimento facial, vocês sabem o que é ter uma TV com comando de voz?

Você diz pra sua TV, liga! Ela Liga. Você diz, desliga! Ela desliga.
Você diz pra baixar o volume, e pasmem (soou viado?) ela baixa.

.
Em suma você conversa com a sua TV.
Confesso, quando vi essa TV me emocionei (snif) de verdade. E só consegui pensar em uma única pessoa, minha Vó.
Juro que eu queria que minha Vó estivesse viva ainda, só pra esfregar na cara, principalmente dos familiares, que não era esquizofrenia falar com a TV.

Afagos…

Coluna do Gilliard: Bote em mim! 69.171

By… tinga do @GilliardBM

Então vamos lá, vo(L)tei com essa rumação de coluna, e porque não falar de algo que é essencial, quiçá fundamental para  humanidade.
Água?
Não, política!
Digo política, pois o mundo é sim movido pelo dinheiro e política é escape. E eu podia está matando, podia está roubando ou mesmo me prostituindo, porém por uma questão de caráter só farei isso depois de eleito.

Sempre achei bunitinho o termo “considerações finais”, aplicados em debates, nem sei o por quê.
Talvez eu até saiba, é que sonho um dia ouvir isso de algum candidato quando indagado pelo mediador(a) de algum debate.
— Então, Fulano quais são as suas considerações finas?
— Minhas considerações finais é que os respectivos candidatos aqui presentes possam todos, sem exceção, irem tomar em seus respectivos cuis.

É serio, sonho mesmo um dia ouvir isso, nem que pra isso eu mesmo tenha que me candidatar. Brincadeira!, não sou tão filho da put@ assim, quer dizer, talvez eu seja então, hipoteticamente escrevendo, se eleito esses seriam alguns de meus projetos de leis:

  • Criarei um dispositivo para veículos automotores que faça o indivíduo virar realmente para o lado que ele indicar no pisca-pisca.
  • Lutarei por cinemas com algumas cadeiras duplas em todas as filas, ou no mínimo com mobilidade nos braços.
  • Lutarei pelo direito de que pessoas não façam esse tipo de comentário: “Fulano é gente fina, começando pelas canelas”.
  • Lutarei para que pessoas não puxem assunto em elevadores e adjacências, começando por “calor, hein?”.
  • Defenderei a idéia que todo homem tem que plantar um filho, escrever uma árvore, criar um livro e comer um ovo colorido de botequim.
  • Lutarei para que pessoas não fiquem de conversinha em frente as escadas rolantes dos shoppings e adjacências.
  • Lutarei pelo direito de que pessoas não façam o seguinte comentário “nossa! como cê tá linda” não estando e nem sendo.

Se você esta realmente lendo essa besteira eu lamento muito, brincadeira. Se você está mesmo lendo deve ter percebido que eu escrevi antes a palavra “hipoteticamente”, mas só pra achar que sei escrever difícil, pois na verdade eu nem sei o que isso significa, do Qual é o Link? sou uma espécie de Tiririca.
Sou sabido em uma coisa, sei que é bem fácil pegar a terminação “ÇÃO” e acrescentar qualquer palavra antes pra se ter um nome de grupo de pagode, e se você pegar aleatoriamente duas das palavras abaixo, juntar sem pudor algum, com uma boa pitada de muita cara de pau, você terá um slogan de campanha pra filho da put@ nenhum botar defeito.

DETERMINAÇÃO / SOCIALISMO / GERAÇÃO / ÉTICA / DEMOCRACIA / JUVENTUDE / COMPROMISSO / TRABALHO / DEDICAÇÃO / HONESTIDADE (Rá-Rá-Rá!) / COERÊNCIA / POVO / UNIÃO / FORÇA / AÇÃO / SAÚDE / CIDADANIA / FELIZ / VALORES (Ôxe! Muitos) / DECÊNCIA / RESPEITO / VERDADE / COMUNIDADE / PROL / EDUCAÇÃO / EMPREGO (Família tamo junto) / LUTA / COMPANHEIRO / IDEAIS / RESPONSABILIDADE / VITÓRIA / HOMOSSEXUAL / CONSCIENTE / TODOS / FÉ / SERIEDADE / DIFERENÇA / DIREITO / IGUALDADE / RESPEITO / MELHORIA / SUSTENTABILIDADE / CORAGEM / FUTURO / ATITUDE / FEMINISTA / RENOVAÇÃO / AVANÇAR / CONFIANÇA / TRANSPARÊNCIA / CREDIBILIDADE / MUDANÇAS / AMOR (Grana) / CAUSAS / POPULAR / RUMO / QUALIDADE / JUSTIÇA / VOZ / CAMINHOS…

Junte-se a nós no PQL.

P.S.1.: Outra coisa, chinelo só se for o par, quero mais esse negócio de receber um pé antes e o outro só depois de confirmado o voto não!

P.S.2.: Já deu esse negócio de escrever que P.S.2.: é PlayStation 2™, quero agora só équisbóquis.

Coluna do Gilliard: Um pânico, ser fã do Rafinha?

By… tinga do Gilliard Barbos (@GilliardBM)

Nunca fiz uma coluna antes na vida (espero ter acertado, na mistura de cimento, areia e cuspe).

Então vamos lá, duas, três, meia e já.
Do latim fanaticu, que significa: 1 Que, ou o que se julga inspirado por uma divindade qualquer. 2 Que, ou o que se apaixona demasiadamente por uma causa ou pessoa.

Entendo bem o que se é sentido (ai que gay!), em se tratando da relação fã-ídolo-tiete-adjacências, eu admiro de verdade a unanimidade que é, todos os fãs do Restart, Luan Santana e Ketty Perry serem meninas.
Venho com isso, tornar ao público do Qual é o Link (tem quem leia?), que sim eu tenho meus ídolos, e digo mais, saibam todos vocês meus amigos próximos, distantes, que eu já tive a oportunidade de dizer pessoalmente que era fã, desculpem, as vezes eu não falo coisa com coisa. Brincadeira, é sempre. Pois, bem.
Sempre fui meio que ignorante com meus ídolos (é sempre o contrário), pois uso a seguinte teoria, por exemplo: sou muito fã de um determinado cantor, daí eu encontro com ele, como eu não sei qual será sua reação, evito a tietagem, vai que por algum motivo ele me destrata, prefiro continuar admirando o trabalho dele, do que arriscar.

Enaltecerei um deles, hoje.
Soube do @rafinhabastos depois que um amigo mostrou um vídeo em que ele fazia um troço brincando com a cantiga “Nana nenê, que a cuca vem pegar”, troço esse que só depois eu soube que se tratava de um gênero chamado Stand Up Comedy, já a cantiga devia ser alguma preparação dele pra posteridade.

Confesso, foi fanatismo à primeira vista.
Depois disso fuçei tudo que era vídeo dele no youtube, inté comercial de uma certa marca de cerveja que desce redondo eu vi, depois como todos os viciados (limpinhos, claro) passei a ser um telespectador assíduo do Custe o Que Custar, que além dele tinha um tal de @DaniloGentili e vi o que na minha opinião eu o tinha como o melhor programa de televisão dos últimos dez anos.

E todo fã ridículo que se preze, tem uma história ridícula, não fujo à regra.
Em dois mil e nove, meu velho estava internado, quando eu soube que os Standapers que admiro estariam aqui em Fortaleza, não contei pipoca (mentira! contei os trocados), fiz o seguinte, fiquei de acompanhante do senhor meu pai no hospital sábado e no domingo, seis de setembro de dois mil e nove, levei mulher e minino pra ver comigo A Arte do Insulto.

Venho acompanhando sua carreira ao longo desses anos, e brinquei no twitter quando o vi, pedir desculpas a Daniela Albuquerque. E depois do episódio com a cantora como ele assim profere nessa entrevista concedida ao programa Roda Viva, pude perceber o quanto ele é descontrolado e o quanto sou mais ainda seu fã. Confesso que deixei de assistir o cêquêcê, depois de seu afastamento, só voltei a ver o pseudo humorístico com a estupefaciente estreia do @MauMeirelles do qual sou bastante fã. Numa situação fanática com o último ídolo citado usei o seguinte argumento (via do twitter), “Cabrero de pedir pro @MauMeirelles autografar um livro. Do nada lembrei do Mark Chapman vô pedir então!!!”
Funcionou!

Antes do SNL, por longo tempo pensei que o Pênico na TV fosse minha única opção a não ter que assistir o Fantástico Espetacular, embora sempre soubesse que o Pênico era pura armação nada ilimitada. Ainda assim o via, pois admiro o Carioca, que na minha humilde opinião leva nas costas… o Pênico.

E qual é o link de uma conversa com outra?
Nenhuma!
Na verdade é só pra registrar aqui que deixei de assistir o Pênico, por conta da sacanagem bemfudidex que fizeram com os internautelespectadores no dia vinte e dois de julho, quando usaram uma farsa que usa o nome do “oh pai” pra escolher o novo dono do perfil.
E se com isso vocês pensam que estou de mimimi?
Sim, estou!
É isso.

Afagos (soou viado?)

P.S.1.: Sou muito fã do Rafinha, sou tão fã que se eu tivesse dois cuis, eu… ia procurar tratamento, pois não deve ser algo normal.
P.S.2.: Sou mesmo fã, só Deus pode me julga (sem o “r” mesmo).
P.S.3.: É Playstation 3.